Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

já te aconteceu?

Já te aconteceu sentires saudades de quem não conheceste?

Já te aconteceu pensares na falta que pode fazer-te alguém que não conheces?

Nunca quis pensar muito no assunto, talvez por recear cair num buraco feito de pensamentos, mas é-me impossível não sentir…

Mesmo que não o queira pensar.

 

Gosto de uma pessoa, de duas pessoas, de dez pessoas, talvez de cem pessoas que não conheço e que, para meu desagrado, nunca irei conhecer.

Falo de actores e actrizes, cantores e cantoras, alguns políticos (como é o caso do Obama) e de outras tantas pessoas que só vejo na televisão.

Isto é normal! Acho eu…

 

Gosto de uma pessoa em particular; alguém que por todos os motivos e por motivos nenhuns estava esquecido há algum tempo.

Chega a ser estranho, agora, ouvir as suas músicas e pensar “Como eu gostava desta música! Nunca me apercebi que poderia ser uma das minha músicas preferidas”. Mas isso também é normal! Cada uma das suas músicas era melhor do que a outra e era tão universalmente bom que nunca ninguém se dava ao trabalho de dizer: “É o meu cantor preferido” ou “É a minha música favorita”.

É como se fosse uma coisa comum… Tão comum que já se partia do princípio que assim fosse.

 

Voltando à pessoa em questão, não gosto dela por uma razão em particular, gosto porque… Gosto. Porque é alguém que se pode ter como referência, porque é o melhor na sua área por ter trabalho muito, porque, tal como eu, não quis crescer.

Eu serei sempre uma criança, uma menina, e isto não é de agora! Quem me conhece minimamente, quem me acompanha desde o princípio, sabe que eu sou assim!

Devemos ter responsabilidades mas jamais devemos deixar morrer a criança que há entre nós… Isso seria condenar a vida a uma tremenda obscuridade.

 

Não conheço a história do Peter Pan, quer dizer, conheço… Mas nada que seja assim tão cheio de pormenores como é para mim a Cinderela, a Branca de Neve ou o Capuchinho Vermelho. Não conheço a Bela e o Monstro, nem a Bela Adormecida nem o Peter Pan, apenas tenho uma noção do que conta cada história e do pouco que sei sobre Peter, graças ao Johnny Depp e ao filme “À Procura Da Terra Do Nunca”, posso construir, fantasiar, e criar a minha própria história.

E foi o que fiz.

Para mim, o verdadeiro nome do Peter Pan era Michael e, sim, vivia na Terra do Nunca.

Peter (vamos chamar-lhe assim) teve de crescer muito depressa; enquanto os outros meninos brincavam, ele tinha de cantar e dançar sob a supervisão de um “pai” que o espancava se falhasse uma nota musical ou um passo de dança. À custa de muito trabalho (e de muita dor) tornou-se numa das pessoas mais famosas de todo o mundo mas toda a fama, todo o sucesso alcançado, não podiam dar-lhe o que ele realmente queria: ser criança.

Então Peter construiu o seu mundo de fantasia e chamou-lhe “Neverland”, “Terra do Nunca” no nosso português, pois era o sítio onde nunca, mas nunca mesmo, as crianças cresciam. O corpo podia crescer, podiam aparecer os primeiros pelos que denunciavam a barba, podia crescer um ou outro cabelo branco mas lá dentro, no coração, só havia lugar para se ser criança.

Foi assim que Peter viveu uma grande parte da sua vida e assim teria vivido se o deixassem.

Um dia, coisas más aconteceram! Peter viu-se envolvido num “circo” onde nunca nada foi provado, onde não foi acusado de nada, mas foi o suficiente para ser motivo de risadas, de privados julgamentos feitos por pessoas que apenas viam o seu aspecto exterior.

Alguns apelidaram-no de “Monstro” e o Peter Pan viu-se obrigado a fugir, a refugiar-se longe da sua “Terra do Nunca”, longe de quem o admirava.

Peter e os seus filhos tentaram o esquecimento mas chegou o dia em que, suponho eu, as saudades falaram mais alto e ele, Peter, regressou.

O mundo estava novamente preparado para o receber e essa recepção não poderia ter sido melhor: eram 50 datas, 50 espectáculos todos esgotados.

A “Terra do Nunca” deixou de existir fisicamente mas Peter estava vivo, estava mais vivo do que nunca e trabalhou noite e dia para que tudo estivesse perfeito, para que voltassem os dias de glória e ele se sentisse o Rei que nunca deixou de ser.

Mas por algum motivo, por alguma razão sórdida que acredito não existir, Peter fez o seu último vôo…

Até ao céu.

 

Aconteceu há pouco tempo… Há tão pouco tempo que há ainda quem não tenha superado a notícia mas eu sei, tenho a certeza, que as horas podem passar, as estações podem mudar, os anos podem ser levados pelo tempo, mas nunca, jamais, Peter será esquecido.

Ele foi demasiado importante para que tal aconteça e enquanto for recordado, não deixará de ser amado.

 

O que eu não sei é se Michael era Peter ou se Peter era Michael.

Talvez Michael fosse Peter porque Peter existiu primeiro… Porque houve, pelo menos, um outro homem antes de Michael que idealizou uma “Terra do Nunca” onde nunca deixaria de ser criança.

 

http://www.mcculloughsite.net/stingray/michael_jackson_1960.png

 

Então apetece-me perguntar se já te aconteceu sentires saudades de quem não conheces.

 

Escrevi uma espécie de poema, um dia destes, enquanto ouvia uma das suas músicas e o resultado, embora não seja nada por aí além, vai ser partilhado:

 

Ao ouvir a voz de um anjo eu sei

Serei sempre uma criança nas mãos de Deus

Não hei-de crescer, não hei-de crescer

Não hei-de envelhecer nem mais um dia

Vivo no mundo mágico que construí

E dele não irei nunca sair

Um dia vou morrer e será a sonhar

Não quero morrer a chorar

Foi assim que nasci e muito do que vivi

Não haverão lágrimas no meu fim

 

Sou uma criança no corpo de outro alguém

Não hei-de crescer, não hei-de crescer

Não hei-de crescer nem mais um milímetro

Não quero perder a inocência desta magia

Não quero ter medo de esperar por mais um dia

 

Fechei-me no meu mundo perfeito

Aquele cantinho longe da desilusão

Assim posso viver todas as fantasias

E ser mil pessoas numa só

Não hei-de envelhecer nem mais um dia

Não hei-de crescer, não hei-de crescer

Serei sempre uma criança nas mãos de Deus

E serei uma criança no dia em que morrer

 

Michael Jackson: Para mim, Peter Pan representa algo muito especial no meu coração. Representa o vigor de uma infância que nunca acaba, a magia, o vôo. Toda a admiração e magia que eu e todas as crianças esperamos dele. Nunca vou deixar de amá-lo. Ele é muito especial.

Martin Bashir: Identifica-se com ele?

Michael Jackson: Totalmente.

Martin Bashir: Não quer crescer?

Michael Jackson: Não. Eu sou o Peter Pan.

Martin Bashir: Mas você é o Michael Jackson.

Michael Jackson: Sou o Peter Pan, no meu coração.

 

excerto de "Living With Michael Jackson", Martin Bashir

 

 http://mj-upbeat.com/images/81s_000.JPG

 

Sou completamente apaixonada por esta música:

 

Human Nature (álbum: Thriller)

Looking out
Across the night time
The city winks a sleepless eye
Hear her voice
Shake my window
Sweet seducing sighs

Get me out
Into the night time
Four walls won't hold me tonight
If this town
Is just an apple
Then let me take a bite

If they say
Why, why, tell 'em that it's human nature
Why, why, does he do me that way
If they say
Why, why, tell 'em that it's human nature
Why, why does he do me that way

Reaching out
To touch a stranger
Electric eyes are every where
See that girl
She knows I'm watching
She likes the way I stare

If they say
Why, why, tell 'em that it's human nature
Why, why, does he do me that way
If they say
Why, why, tell 'em that it's human nature
Why, why does he do me that way

I like lovin' this way
I like lovin' this way

Looking out
Across the morning
Where the city's heart begins to beat
Reaching out
I touch her shoulder
I'm dreaming of the street

If they say
Why, why, tell 'em that it's human nature
Why, why, does he do me that way
If they say
Why, why, tell 'em that it's human nature
Why, why does he do me that way

 

nota: imagens retiradas da internet

música: human nature
publicado por mafalda às 09:33
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Porquê Agora?

a pergunta que mais tenho ouvido e que eu própria faço é: porquê agora? porquê mostrar admiração depois de ele já ter partido? e a reposta é simples e directa: porque ele era nosso, era um dado adquirido... mas nesta vida nada pode ser dado como certo e é nestes momentos que percebemos quão ténue é o fio que nos liga a este mundo. há uma certa tendência para darmos valor depois da perda e, em parte, é disso que se trata. ELE PODE TER PARTIDO MAS JAMAIS MORRERÁ

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. um ano

. sem dúvidas...

. billie jean

. não estou esquecida...

. a homenagem a Michael nos...

. mais uma homenagem vinda ...

. ousar sonhar

. tradução de thriller

. bom ano novo

. coragem (poemas e reflexõ...

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

.tags

. (in)justiça(1)

. 15 curiosidades(1)

. 1984(1)

. 3t(1)

. a infância(1)

. a sombra evasiva(1)

. a última lágrima(1)

. acidente da pepsi(1)

. acusações de pedofilia(2)

. akon(2)

. alien ant farm(1)

. all the things you are(1)

. american music awards 2009(1)

. amor(1)

. aniversário(1)

. another part of me(1)

. anúncios da pepsi(2)

. aquele homem no espelho(1)

. aquilo que o matou(1)

. as condolências(2)

. as contradições de "living with michael(4)

. asas sem mim(1)

. bad(1)

. barack obama(1)

. barbara walters(2)

. bart simpson(1)

. beat it(2)

. berlin 1989(1)

. better on the other side(2)

. beyoncé(1)

. bill clinton(1)

. billie jean(2)

. black or white(2)

. blanket jackson(8)

. blog destacado(1)

. blood on the dance floor(2)

. boys ii men(2)

. brandon jackson(1)

. brooke shields(5)

. bucarest(1)

. but the heart said no(1)

. captain eo(1)

. causas da morte(1)

. charlie chaplin(2)

. children of innocence(1)

. chris brown(2)

. cinco meses(1)

. citações(2)

. confiança(1)

. coragem(1)

. criança mágica(2)

. cry out of joy(2)

. dancing the dream(19)

. diane sawer(2)

. diddy(2)

. earth song(2)

. elizabeth taylor(2)

. funeral(2)

. geraldo(4)

. guiness world records(8)

. heal the world(2)

. history(2)

. homenagem(2)

. human nature(2)

. i just can't stop loving you(2)

. inocência(2)

. jackson 5(5)

. jackson family(3)

. janet jackson(5)

. jermaine jackson(2)

. joe jackson(2)

. jordan chandler(2)

. la toya jackson(3)

. lionel richie(2)

. lisa marie presley(5)

. living with michael jackson(5)

. macaulay culkin(2)

. magical child(2)

. mario winans(2)

. martin bashir(6)

. maury povich(3)

. michael jackson-o legado(2)

. mtv(3)

. natal(2)

. neverland(3)

. off the wall(2)

. paris jackson(9)

. poema(19)

. polow da don(2)

. prince michael jackson(10)

. smile(2)

. smooth criminal(4)

. the game(2)

. the lean(3)

. this is it(8)

. thriller(9)

. tributo musical(4)

. usher(2)

. vma(2)

. will you be there(4)

. todas as tags

.favoritos

. Quero-te

. Insónia

. É À NOITE

. Esfera

. Palavras

. ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

. É

. Porque não pára o tempo?

. Confiança

. Alma

blogs SAPO

.subscrever feeds