Terça-feira, 28 de Julho de 2009

histórias cruzadas

Este post da Jo fez-me pensar no quanto os miúdos podem ser injustos. São miúdos, sim, mas isso por si só não justifica o mal que fazem uns aos outros (ou o mal que fazem aos que são considerados mais fracos).

Acho que os mais rufias escolhem a dedo os seus alvos. Ser, supostamente, feio, gordo, usar óculos, etc., não faz da pessoa mais fraca... O que desperta a atenção desses rufias, é a personalidade.

Ser-se pacato é um erro! Ser-se ingénuo é uma fatalidade!

 

E quando já não se trata de miúdos?

 

Um dia, tinha eu 17 anos, fui chamada de "Bruxa" em três sítios diferentes, por três pessoas que nunca antes tinha visto na vida.

A verdade é que eu sempre gostei de vestir-me de preto, usar saias por cima das calças, etc., mas isso faz de mim bruxa?

Sempre fui assim, mesmo antes de conhecer o conceito do "gótico" ou de aparecerem aquelas bandas da moda (como os Evanescence). Gostava e gosto de ser assim, e depois?

Então um dia, nesse dia, ia muito tranquila para a paragem dos autocarros depois de um dia de aulas. Não sei, não me recordo, porque raio ia eu sozinha se sempre havia um grupo de pessoas que me acompanhava. Uma coisa da qual não me posso queixar é a de ter sido posta de parte ou ter falta de amigos; sempre tive a sorte de ter pessoas de todos os tipos a rodearem-me e estou grata por isso. Mas nesse dia, nesse dia em particular, talvez por incompatibilidade de horários, fui sozinha apanhar o autocarro e lembro-me de ouvir "Bruxa" por duas vezes em sítios distintos; não sei quem disse, não lhes dei o prazer de me importar com isso, mas sei que eram vozes de rapazes. A terceira vez que me disseram isso foi já na paragem dos autocarros e aí olhei para a pessoa.

Era uma rapariga que eu nunca antes tinha visto e, sinceramente, acho que nunca mais vi! Ela disse "Bruxa", eu olhei-a e ela sorriu.

 

Qual teria sido o objectivo?

 

Eu não era uma simples miúda, eles não eram uns simples miúdos... Já havia uma certa idade para compreender que estas coisas não se fazem.

Eu não mudei! Bem, há uns anitos que não visto saias por cima de calças mas o preto continua cá e, por muito que me chamassem "Bruxa", não seria isso que me faria mudar.

 

E quando somos adultos?

 

Quando vamos na rua e as senhoras e senhores "fulanos de tal" olham para nós com aquele olhar reprovativo?

Penso que isso só dá mais prazer em sermos assim porque todos nós somos diferentes... E poucos de nós admitem isso.

Mas e se somos acusados de coisas terríveis só por nos vestirmos de maneira diferente ou por falarmos de maneira diferente ou por, simplesmente, sermos completamente diferentes?

Quem nunca ouviu "olha aquele, só pode ser drogado"? Ou, então, "olha para a roupa daquela, tem mesmo aspecto de p***"?

Seremos assim tão superiores ao ponto de podermos rotular pessoas, pessoas como nós, só porque tomam decisões diferentes das nossas?

Não creio!

 

Talvez por já ter sentido na pele o julgamento alheio, custa-me julgar os outros. Posso comentar (e comento de certeza) certas e determinadas coisas (como, por exemplo, roupa) nas outras pessoas mas faço-o por divertimento.

Seria inacapaz de apontar o dedo e dizer:

 

És assim porque pareces ser assim!

Não quero saber se é ou não verdade!

Pareces-me ser assim, portanto, és assim.

 

É tão errado!

 

Gosto de olhar as pessoas, vê-las, tomar atenção dos seus gestos, estudar o comportamento... Por isso hoje trago dois vídeos; um onde Michael responde sobre alegadas acusações de pedofilia e outro que mostra Michael com crianças em Neverland.

Michael era inocente (na minha opinião e na do júri devidamente qualificado que o ilibou).

 

Para mim, Michael era um ser incompreendido, inofensivo e puro que se sentia bem na companhia de crianças porque, no fundo, nunca deixou de ser uma.

Mas, como em tudo, respeito quem pensa de maneira diferente.

 

"Nunca! É ridículo. É incrível que ninguém tenha sequer me procurado e perguntado se essas alegações eram verdadeiras."

Macaulay Culkin, no julgamento de Michael Jackson

 

 

 

Nota: obrigada à Lipa e à Bee

publicado por mafalda às 09:10
link | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Porquê Agora?

a pergunta que mais tenho ouvido e que eu própria faço é: porquê agora? porquê mostrar admiração depois de ele já ter partido? e a reposta é simples e directa: porque ele era nosso, era um dado adquirido... mas nesta vida nada pode ser dado como certo e é nestes momentos que percebemos quão ténue é o fio que nos liga a este mundo. há uma certa tendência para darmos valor depois da perda e, em parte, é disso que se trata. ELE PODE TER PARTIDO MAS JAMAIS MORRERÁ

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. um ano

. sem dúvidas...

. billie jean

. não estou esquecida...

. a homenagem a Michael nos...

. mais uma homenagem vinda ...

. ousar sonhar

. tradução de thriller

. bom ano novo

. coragem (poemas e reflexõ...

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

.tags

. (in)justiça(1)

. 15 curiosidades(1)

. 1984(1)

. 3t(1)

. a infância(1)

. a sombra evasiva(1)

. a última lágrima(1)

. acidente da pepsi(1)

. acusações de pedofilia(2)

. akon(2)

. alien ant farm(1)

. all the things you are(1)

. american music awards 2009(1)

. amor(1)

. aniversário(1)

. another part of me(1)

. anúncios da pepsi(2)

. aquele homem no espelho(1)

. aquilo que o matou(1)

. as condolências(2)

. as contradições de "living with michael(4)

. asas sem mim(1)

. bad(1)

. barack obama(1)

. barbara walters(2)

. bart simpson(1)

. beat it(2)

. berlin 1989(1)

. better on the other side(2)

. beyoncé(1)

. bill clinton(1)

. billie jean(2)

. black or white(2)

. blanket jackson(8)

. blog destacado(1)

. blood on the dance floor(2)

. boys ii men(2)

. brandon jackson(1)

. brooke shields(5)

. bucarest(1)

. but the heart said no(1)

. captain eo(1)

. causas da morte(1)

. charlie chaplin(2)

. children of innocence(1)

. chris brown(2)

. cinco meses(1)

. citações(2)

. confiança(1)

. coragem(1)

. criança mágica(2)

. cry out of joy(2)

. dancing the dream(19)

. diane sawer(2)

. diddy(2)

. earth song(2)

. elizabeth taylor(2)

. funeral(2)

. geraldo(4)

. guiness world records(8)

. heal the world(2)

. history(2)

. homenagem(2)

. human nature(2)

. i just can't stop loving you(2)

. inocência(2)

. jackson 5(5)

. jackson family(3)

. janet jackson(5)

. jermaine jackson(2)

. joe jackson(2)

. jordan chandler(2)

. la toya jackson(3)

. lionel richie(2)

. lisa marie presley(5)

. living with michael jackson(5)

. macaulay culkin(2)

. magical child(2)

. mario winans(2)

. martin bashir(6)

. maury povich(3)

. michael jackson-o legado(2)

. mtv(3)

. natal(2)

. neverland(3)

. off the wall(2)

. paris jackson(9)

. poema(19)

. polow da don(2)

. prince michael jackson(10)

. smile(2)

. smooth criminal(4)

. the game(2)

. the lean(3)

. this is it(8)

. thriller(9)

. tributo musical(4)

. usher(2)

. vma(2)

. will you be there(4)

. todas as tags

.favoritos

. Quero-te

. Insónia

. É À NOITE

. Esfera

. Palavras

. ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

. É

. Porque não pára o tempo?

. Confiança

. Alma

blogs SAPO

.subscrever feeds