Segunda-feira, 7 de Setembro de 2009

o discurso de Michael sobre o pai, Joe

http://blogs.bet.com/entertainment/spotlight/bet-blog/assets/2009/07/michael-joe.jpg

(imagem retirada da internet)

 

Aqueles que estão familiarizados com os Jackson Five sabem que comecei a actuar com apenas cinco anos e que, desde então, nunca mais parei de dançar nem de cantar. Apesar de actuar e fazer música continuar a ser, sem qualquer dúvida, uma das minhas maiores alegrias, quando era pequeno, o que eu mais queria era ser um rapazinho normal. O meu pai é um homem duro e exigiu muito dos meus irmãos e de mim para que fôssemos os melhores artistas que conseguissemos.

Comecei a reflectir no facto do meu pai ter crescido no sul, no seio de uma família muito pobre. Atingiu a maioridade durante a Depressão e o pai dele, que batalhou muito para alimentar os filhos, demonstrou pouco afecto em relação à família e criou o meu pai e os irmãos dele com punho de ferro. Quem poderia imaginar como era crescer negro e pobre no sul espoliado da sua dignidade, privado de esperança, a lutar para se tornar homem num mundo que via o meu pai como um cidadão de segunda? Comecei a perceber que até a aspereza do meu pai era um género de amor; um amor imperfeito, é certo, mas, ainda assim, amor. Ele empurrou-me porque me amava, porque não queria que mais nenhum homem desprezasse os seus filhos. E agora, com o passar do tempo, e não com amargura, sinto-me abençoado.

 

No lugar da raiva, descobri a absolvição.

E no lugar da vingança, encontrei a reconciliação.

E a minha fúria inicial foi lentamente dando espaço ao perdão.

É por isso que quero perdoar o meu pai.

 

Num mundo cheio de ódio, temos que nos atrever a ter esperanças. Ele ansiou por uma vida. Num mundo cheio de raiva, temos que nos atrever a consolar. Num mundo cheio de desespero, ainda temos que nos atrever a sonhar. E num mundo cheio de desconfiança, ainda temos que nos atrever a sonhar.

 

Discurso na Universidade de Oxford, Inglaterra, Michael Jackson, 2001

publicado por mafalda às 09:12
link | comentar | ver comentários (6) | favorito
Quarta-feira, 15 de Julho de 2009

uma história de terror

QUERIA TER BRINCADO MAIS MAS NÃO PODIA POR CAUSA DOS ESPECTÁCULOS. OS IRMÃOS ERAM OS SEUS ÚNICOS AMIGOS E O PAI, QUE O ESPANCAVA NOS ENSAIOS, METIA-LHE TANTO MEDO QUE O FAZIA DESMAIAR.

 

O parque infantil ficava mesmo do outro lado da rua, Michael, com apenas 8 anos, começava a andar mais devagar, olhava por cima do ombro para as outras crianças e ouvia-as brincar e jogar basquete. Um puxão no braço obrigava-o a acompanhar os passos enormes e determinados do pai, à frente dos irmãos mais velhos, para dentro dos estúdios da Motown. Estava na hora de trabalhar.

As gravações nem eram do pior: além dos estudos e das tentativas de evangelização para as Testemunhas de Jeová (três vezes por semana, como a mãe obrigava), os espectáculos a altas horas da noite, muitas vezes em clubes de striptease, não o deixavam dormir e os ensaios diários, depois de três horas de aulas, eram duríssimos.

O pai não permitia a mínima falha. Sentado de pernas abertas e braços apoiados nas costas da cadeira, na sala de estar da casa minúscula onde viviam todos, dizia que ali não era “papá de ninguém”, enquanto marcava o ritmo das canções batendo no chão com o cinto – o mesmo com que batia nos filhos se algum se enganasse numa única nota de música ou num ligeiro passo da dança. À falta do cinto, usava o que estivesse à mão, mesmo quando a mulher, Katherine, gritava desesperada: “Vais matá-los!”. Os rapazes aproveitavam para fugir. Mas quando os apanhava, Joe era implacável. Os Jackson Five não tinham autorização para falhar.

 

revista "Sábado"

 

 

Durante a sua infância, Michael e os seus irmãos sofreram constantes abusos de seu pai, que batia frequentemente nas crianças e as aterrorizava psicologicamente. Os ensaios eram supervisionados pelo pai com um cinto na mão. Certa vez Michael e seus irmãos foram dormir no quarto de um hotel e deixaram a janela aberta. Joe escalou a janela com uma máscara no rosto e deu um susto nos filhos, somente para ensiná-los a não deixar a janela aberta quando fossem dormir. Anos depois, Jackson sofreu pesadelos sobre ser sequestrado do seu quarto e chorava com isso. Durante a sua entrevista à apresentadora Oprah Winfrey, em 1993, Michael disse que durante a sua infância chorou várias vezes por solidão e que muitas vezes vomitava só de ver seu pai. No documentário de 2003, "Living with Michael Jackson", do jornalista britânico Martin Bashir, o cantor chorou ao relembrar a sua infância.

 

wikipedia

 

Ele usava-me como exemplo, era "façam como o Michael!". Ensaiava-nos com o cinto na mão, se errássemos um passo era só esperar... Ele dava cabo de nós se errássemos. Além do mais, ensaiávamos nervosos porque ele sentava-se com o cinto na mão e, se não fizessemos direito, ele dava cabo de nós. Batia-nos a sério.

Eu apanhei muitas vezes mas o meu irmão Marlon foi quem sofreu mais pois ele tinha muitas dificuldades, mas esforçava-se tanto!  Era sempre "façam como o Michael! façam como o Michael!" mas eles ficavam nervosos e eu também.

Ele não usava só o cinto, usava cabos eléctricos e o que estivesse à mão; atirava-nos contra a parede com toda a sua força. Ele perdia a paciência. Lembro-me de ouvir a minha mãe gritar "Joe, vais matá-lo, vais matá-lo, pára ou vais matá-lo!". Eu era tão rápido que ele não me conseguia apanhar metade das vezes mas quando conseguia... Meu Deus! Era tão mau! Realmente mau!

Vivíamos aterrorizados. Aterrorizados! Não há palavras para descrever. Acho que, até hoje, ele nunca percebeu que vivíamos com medo. Tínhamos medo. Medo, mesmo. Tínhamos tanto medo que eu chegava a vomitar. A sua presença, o simples facto de o ver... Às vezes eu desmaiava e os seguranças tinham de me segurar.

Sim, tinha-lhe um ódio muito grande. É por isso que não levanto a mão aos meus filhos, jamais quero que se sintam assim em relação a mim. Jamais!

O meu pai troçava de mim, bem como alguns primos. Ele troçava da minha aparência e dizia "não saiste ao meu lado, deves ter saído ao lado da Kate". Kate é a minha mãe. Eu dizia-lhe "obrigada por me fazeres sentir melhor" e ia para o quarto chorar. Eu ficava com vontade de morrer e, ainda por cima, tinha de ir para cima do palco, estar sobre as luzes da ribalta, em frente a milhares de pessoas. Meu Deus, era tão difícil; preferia ter usado uma máscara.

 

Michael Jackson

 

Eis Michael, com apenas 11 anos, na companhia dos restantes Jackson 5:

 

I Want You Back - Jackson 5

When I had you to myself
I didn't want you around
Those pretty faces always made you stand out in a crowd
But someone picked you from the bunch
when glance was all it took
Now it's much too late for me to take a second look

Oh baby give me one more chance
(show you that I love you)
Won't you please let me
(back to your heart)
Oh darlin' I was blind to let you go
(let you go baby)
But now since I see you in his arms
(I want you back)
Yes I do now
(I want you back)
Ooh ooh baby
(I want you back)
Ya ya ya ya
(I want you back)
Na na na na

Tryin' to live without your love
Is one long sleepless night
Let me show you girl
That I know wrong from right
Every street you walk on
I leave tearstains on the ground
Following the girl
I didn't even want around
Let me tell you now

Oh baby all I need is one more chance
(show you that I love you)
Won't you please let me
(back to your heart)
Oh darlin' I was blind to let you go
(let you go baby)
But now since I see you in his arms

Uh-huh
A buh buh buh buh (2 times)
All I want
A buh buh buh buh
All I need
A buh buh buh buh
All I want
A buh buh buh buh
All I need

(Jermaine):
Oh just one more chance
to show you that I love you
baby (6 times)

(I want you back)
(Jackie):
Forget what happened then
(I want you back)
(Jermaine):
Let me live again

Oh baby I was blind to let you go
But now since I see you in his arms
(I want you back)
(Jackie):
Spare me of this cause
(Jermaine):
Gimme back what I lost

Oh baby I need one more chance ha
I tell ya that I love you

música: i want you back - jackson 5
publicado por mafalda às 09:59
link | comentar | ver comentários (12) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Porquê Agora?

a pergunta que mais tenho ouvido e que eu própria faço é: porquê agora? porquê mostrar admiração depois de ele já ter partido? e a reposta é simples e directa: porque ele era nosso, era um dado adquirido... mas nesta vida nada pode ser dado como certo e é nestes momentos que percebemos quão ténue é o fio que nos liga a este mundo. há uma certa tendência para darmos valor depois da perda e, em parte, é disso que se trata. ELE PODE TER PARTIDO MAS JAMAIS MORRERÁ

.Junho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.posts recentes

. o discurso de Michael sob...

. uma história de terror

.arquivos

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

.tags

. (in)justiça(1)

. 15 curiosidades(1)

. 1984(1)

. 3t(1)

. a infância(1)

. a sombra evasiva(1)

. a última lágrima(1)

. acidente da pepsi(1)

. acusações de pedofilia(2)

. akon(2)

. alien ant farm(1)

. all the things you are(1)

. american music awards 2009(1)

. amor(1)

. aniversário(1)

. another part of me(1)

. anúncios da pepsi(2)

. aquele homem no espelho(1)

. aquilo que o matou(1)

. as condolências(2)

. as contradições de "living with michael(4)

. asas sem mim(1)

. bad(1)

. barack obama(1)

. barbara walters(2)

. bart simpson(1)

. beat it(2)

. berlin 1989(1)

. better on the other side(2)

. beyoncé(1)

. bill clinton(1)

. billie jean(2)

. black or white(2)

. blanket jackson(8)

. blog destacado(1)

. blood on the dance floor(2)

. boys ii men(2)

. brandon jackson(1)

. brooke shields(5)

. bucarest(1)

. but the heart said no(1)

. captain eo(1)

. causas da morte(1)

. charlie chaplin(2)

. children of innocence(1)

. chris brown(2)

. cinco meses(1)

. citações(2)

. confiança(1)

. coragem(1)

. criança mágica(2)

. cry out of joy(2)

. dancing the dream(19)

. diane sawer(2)

. diddy(2)

. earth song(2)

. elizabeth taylor(2)

. funeral(2)

. geraldo(4)

. guiness world records(8)

. heal the world(2)

. history(2)

. homenagem(2)

. human nature(2)

. i just can't stop loving you(2)

. inocência(2)

. jackson 5(5)

. jackson family(3)

. janet jackson(5)

. jermaine jackson(2)

. joe jackson(2)

. jordan chandler(2)

. la toya jackson(3)

. lionel richie(2)

. lisa marie presley(5)

. living with michael jackson(5)

. macaulay culkin(2)

. magical child(2)

. mario winans(2)

. martin bashir(6)

. maury povich(3)

. michael jackson-o legado(2)

. mtv(3)

. natal(2)

. neverland(3)

. off the wall(2)

. paris jackson(9)

. poema(19)

. polow da don(2)

. prince michael jackson(10)

. smile(2)

. smooth criminal(4)

. the game(2)

. the lean(3)

. this is it(8)

. thriller(9)

. tributo musical(4)

. usher(2)

. vma(2)

. will you be there(4)

. todas as tags

.favoritos

. Quero-te

. Insónia

. É À NOITE

. Esfera

. Palavras

. ESSES TEUS CINCO SENTIDOS...

. É

. Porque não pára o tempo?

. Confiança

. Alma

blogs SAPO

.subscrever feeds